05222018Manchete:

Novas suspeitas envolvendo Marconi Perillo e Cachoeira: estranho flagra nas escutas da federal envolvendo 500 mil em uma caixa de computador

Ex-assessor de Cachoeira afirma que Marconi Perillo recebeu R$ 500 mil do bicheiro

 Tudo só fica mais estranho a cada dia. Às vezes temos a sensação de estarmos em um daqueles episódios de Arquivo X. Um mundo muito confuso, não entendemos o porquê de tantas coincidências e de tantos mau-entendidos envolvendo Marconi Perillo. Se realmente Marconi é inocente, como vem afirmando e como o PSDB diz que confia tanto em seu Governador.
Então só pode ser um estranho engano. Será, daqui uns tempos, o maior roteiro de filme do Brasil, na certa, ganharemos nosso primeiro Oscar. Imaginem, um governador inocente que é citado o tempo todo nas ligações dos mafiosos. Chefe de gabinete que liga e troca torpedo o tempo todo com Carlinhos Cachoeira, Secretário de Educação que aparece em ligações com suspeita de passar projetos e nomear pessoas para a Seduc a mando de Cacheira. Suspeita de compra de Avião junto com mafioso. Agora, dinheiro  entregue no palácio das esmeraldas? Dentro de caixa de computador? E tudo flagrado nas escutas da Federal?
Realmente deve ser tudo leviano conforme afirma Marconi Perillo em nota enviada ao Jornal O Globo. E o procurador Gurgel, o que o leva a não indiciar Perillo formalmente ainda? Ao menos com um inquérito teríamos como avaliar se realmente é um engano gigantesco. Que mundo estranho meu Deus, um homem inocente sendo jogado levianamente dentro desse olho de furacão. Será?
Mino Pedrosa, ex-assessor de imprensa de Carlinhos Cachoeira, divulgou em seu blog:

“Foi no Palácio das Esmeraldas que o governador de Goiás Marconi Perillo (PDSB) recebeu de Carlos Cachoeira um pacote de dinheiro com R$ 500 mil,numa caixa de computador,como parte do pagamento de “negócios” com o bicheiro.O dinheiro foi entregue por Wladimir Garcês, reconhecido por Perillo como amigo e presidente da Assembléia, só que Garcês se refere a Cachoeira como “chefe”.Fechamos o elo entre governador e contraventor.

Os agentes da polícia federal monitoraram todos os passos da entrega do dinheiro. Com áudio e vídeos.

O Quidnovi revela, com exclusividade, parte dos áudios que flagram, a ligação entre o governador de Goiás e o contraventor Carlos Cachoeira. O contraventor monitorou por telefone a entrega dos R$ 500 mil para Marconi, pedindo em tom de brincadeira que os comparsas tomassem cuidado para não se envolverem em acidentes de transito ” que possam incendiar e queimar as notas”

Enquanto isso, o governador de Goiás Marconi Perillo aguardava no Palácio das Esmeraldas ansioso.”

retirado de: http://www.quidnovi.com.br/novo/mino/detalhe.asp?c=404

O áudio e  a matéria completa do Mino Pedrosa você pode ler aqui

Jornal da Globo levou ao ar a notícia. Perillo emitiu nota negando o fato.
Bertode
S.O.S Voz

Comentários

  1. […] O problema é que está ficando difícil, além das revelações que trazem os grampos da Operação Monte Carlo; têm as próprias contradições das falas do Governador e seus defensores. Se ele não tinha relação nenhuma com Carlos Cachoeira, como explicar que o próprio Perillo ligou marcando jantar com o bicheiro? E conforme bem lembra o site congresso em foco, do Uol, “Cinco dias depois dessa reunião, apontam as investigações, a quadrilha tentou entregar uma caixa de dinheiro no Palácio das Esmeraldas, a sede do governo goiano”. O Portal S.O.S Voz fala sobre isso aqui. […]