04192018Manchete:

Assembleia Legislativa adia novamente votação

Ontem (21/03) já havia acontecido um ato estranho; Jardel Sebba havia encerrado de forma não convencional a sessão que  tratava de uma pauta de interesse dos educadores do estado de Goiás. Nesta pauta, nossos queridos deputados tratariam sobre data-base e devolução de titularidade. Mas Elder Vallin pediu vista no projeto e a votação ficou para hoje (22/03), porém mais uma vez aconteceu o impensável.

A Assembleia repleta de professores, com 28 deputados presentes, tudo parecia perfeito até que às 16 horas da tarde, a sessão foi encerrada. Argumentando que não tinham se reunido para apreciar o projeto, uma vez que estava na procuradoria da justiça e que só se reuniriam na segunda ou terça para apreciá-lo e então colocá-lo em votação. Como não haviam oradores inscritos e não haviam mais pautas para discussão iriam encerrar os trabalhos. Os deputados na base do governo nem tiveram coragem de entrar no plenário, pois sabiam que seriam vaiados novamente.